Como o uso de drones na construção civil está melhorando o canteiro de obras

22 de maio de 2020 | Construção Civil, Mapeamento Aéreo

O uso de drones já é uma realidade no Brasil e não apenas para garantir belas fotos em um casamento ou outro tipo de evento. Eles também estão presentes na construção civil, mais especificamente no canteiro de obras, onde as coisas de fato acontecem.

A utilização desses veículos não tripulados permite otimizar vários serviços, entre eles acompanhamento, inspeção, monitoramento e fiscalização de obras e de infraestruturas, cálculo de área e volume, levantamento topográfico e mapeamento aéreo.

Com o reforço da tecnologia, é possível viabilizar atividades dentro de canteiros de obras e em grandes estruturas de difícil acesso de forma remota, com segurança total aos profissionais envolvidos e de uma forma muito mais eficiente: com rapidez, baixo custo e alto nível de detalhamento.

Veja abaixo o que é exatamente um drone, de que forma ele pode colaborar na construção civil e como ele tornará seu canteiro mais seguro e produtivo.

O que é um drone?

Antes de entender melhor quais as vantagens da tecnologia na construção civil, é importante saber mais sobre equipamentos que possibilitam realizar esse tipo de serviço, os drones e os VANTs.

Ambos possuem hélices e são veículos não tripulados, controlados remotamente e que devem respeitar o Regulamento Brasileiro de Aviação Civil Especial (RBAC) nº 94, apresentado pela Agência Nacional de Avaliação (ANAC).

O documento estipula quem pode manipular os drones, locais onde é proibido o uso do equipamento, entre outras exigências.

Uso de drones cresce no Brasil

De acordo dados da ANAC, o número de drones registrados para uso profissional tem crescendo nos últimos anos. Em 2017, eram 11.167 equipamentos sendo utilizados para, entre outras funções, realizar mapeamentos aéreos. Até abril deste ano, esse número já saltou 24.427, o que representa um crescimento de 118%.

Conheça as vantagens do uso de drones no canteiro de obras

Se você quer estar em dia com todas as exigências previstas por lei em relação a qualidade e segurança em sua obra, é preciso pensar no uso de drones. Os equipamentos renderão economia financeira, rapidez, detalhamento e ainda o bem estar dos trabalhadores que atuam no projeto e do profissional responsável pela inspeção da construção, além de ajudar no monitoramento geral da construção, dos materiais e equipamentos e também dos operários.

Entre as vantagens de contar com os drones na construção civil estão:

Maior alcance

A inspeção, que é obrigatória e periódica, deve ser feita em obras de todos os portes, inclusive grandes equipamentos públicos, como viadutos e hospitais, edifícios, igrejas, galpões e outras estruturas que apresentem pontos de difícil acesso. Os drones são capazes de capturar imagens nos locais mais distantes e complicados de acessar de forma rápida e, principalmente, segura, sem precisar que um profissional tenha que ir até esses pontos difíceis e que possam representar algum risco de acidente.

Rapidez

O trabalho feito pelo drone na inspeção e monitoramento de uma obra é muito mais rápido que o executado por um engenheiro ou arquiteto, por exemplo, que precisará percorrer toda a obra a pé, sendo que muitas vezes trata-se de um projeto grande, com construções significativas. Com o uso da tecnologia, o trabalho que poderia levar mais de um dia, poderá ser feito em algumas horas sem qualquer prejuízo de qualidade.

Aumento da segurança

O uso de drones também pode prevenir acidentes e lesões e por isso tem se tornado um item indispensável quando se pensa em segurança nos canteiros de obra dentro da construção civil. Os aparelhos são capazes de substituir máquinas pesadas na realização de tarefas perigosas, de sobrevoar locais de alto risco e de realizar a inspeção de obras no lugar de pessoas, evitando que arrisquem sua segurança.

Além disso, as imagens registradas podem ser enviadas para a equipe imediatamente, que conseguirá identificar na hora qualquer tipo de problema existente.

Maior detalhamento

Com tecnologia 3D, alguns drones conseguem captar imagens mais detalhadas da operação de equipamentos como um guindaste ou um aparelho responsável pela instalação das estacas necessárias no processo de fundação. Dessa forma, qualquer intercorrência que possa causar acidentes é previamente identificada.

Economia financeira

Com a obra devidamente inspecionada, monitorada e segura, é possível controlar melhor o uso dos materiais e máquinas e ainda evitar erros, que podem gerar prejuízos capazes de comprometer o orçamento.

Monitoramento dos trabalhadores

Os drones podem ainda garantir a segurança e o bom andamento da obra não apenas nas inspeções, mas também durante os meses de trabalho necessários para a execução de um projeto. Isso porque os supervisores não precisarão estar diariamente no canteiro de obras, o que torna o trabalho ainda mais caro. Um equipamento não tripulado em atividade pode fazer com que apenas um profissional saiba exatamente o que está acontecendo e em tempo real.

Os Drones podem monitorar toda uma área, substituindo inclusive motos e automóveis que seriam utilizados para o acompanhamento dos trabalhos e que, sem dúvida, gerariam mais custo para a construtora. Com voos altos, o drone sequer seria notado pelo operário e, dessa forma, sem uma abordagem pessoal, o supervisor terá o real panorama de como estão os trabalhos, onde é preciso melhorar, se existem atrasos ou se a construção está.

Orientações para o uso de drones

Ortopixel, que presta serviços de aerofotogrametria utilizando os Veículos Aéreos não Tripulados (Vants) e drones, oferece também orientações sobre o uso desses equipamentos, principais áreas de atuação e ainda a melhor forma de utilização para que a inspeção de obras na construção civil seja feita da maneira mais precisa e detalhada possível.

A empresa conta com o trabalho de geógrafos, urbanistas, arquitetos, engenheiros, termógrafos – especialistas em Cartografia, Fotogrametria, Termografia e nas mais diversas tecnologias de coleta, processamento e análises de dados com referência geográfica.

Outros posts