Georreferenciamento com drone: o guia completo

17 de setembro de 2021 | Georreferenciamento, Mapeamento Aéreo, Meio Ambiente

Você já ouviu falar em georreferenciamento com drone? Cada vez mais utilizado, o georreferenciamento com drone é uma maneira extremamente eficiente de referenciar uma determinada propriedade rural, urbana ou industrial considerando seus limites.

Resumidamente, o georreferenciamento com drone possibilita, além de limitar o terreno, cadastrar todos os elementos que o compõem, sempre de acordo com a legislação. Por agregar maior eficiência e melhor custo-benefício que os métodos convencionais, esse serviço registra crescimento em todo o mundo.

O processo de georreferenciamento possibilita estabelecer a exata posição geográfica de uma propriedade e sua área por meio de um mapeamento que referencia os vértices de seu perímetro ao sistema geodésico brasileiro.

O georreferenciamento é muito importante porque permite saber, exatamente, a localização de uma determinada propriedade no País, o que é muito útil para assegurar tudo dentro das normas, de modo que o proprietário do terreno saiba, sem sombra de dúvida, os limites de suas terras.

drone fazendo georreferenciamento

Utilização do georreferenciamento com drone em imóveis rurais e urbanos é cada vez mais demandada /Foto: Gautier Salles /Unsplash

Georreferenciamento com drones: principais benefícios

Com o desenvolvimento das tecnologias embarcadas nos Veículos Aéreos Não Tripulados (Vants), como os drones, o georreferenciamento alcançou outro patamar, otimizando, consideravelmente, esse tipo de serviço. Listamos alguns dos principais benefícios:

  • Nível de detalhamento elevado;
  • Identificação e padronização com alta resolução;
  • Execução do serviço de forma remota;
  • Melhor custo-benefício;
  • Contribui para o aumento da valorização do imóvel;
  • Garantia da segurança fundiária à sua propriedade, impedindo a ocorrência de sobreposição de terras e grilagem em todo o território nacional.

Imóveis rurais e urbanos

A utilização do georreferenciamento com drone em imóveis rurais e urbanos é cada vez mais demandada, levando-se em conta a capacidade desse tipo de Vant para delimitar o terreno, além de disponibilizar outras informações importantes sobre as propriedades, tais como identificação e padronização, o que resulta em um melhor controle acerca do imóvel.

Importante: o georreferenciamento com drone deve ser feito apenas com uma empresa especializada no setor, como a Ortopixel, cujos profissionais contam com toda a expertise e tecnologias necessárias para realizar um trabalho capaz de oferecer alta precisão e acurácia em todas as medições.

No sentido de evitar possíveis sobreposições de terrenos, o Incra determina que os profissionais que realizarão o georreferenciamento utilizem metodologias de posicionamento geográfico de alta precisão. Entre as tecnologias que podem ser associadas a esse tipo de levantamento topográfico estão a Global Navigation Satellite System (GNSS), DGPS, RTK, PPK, entre outras.

Você sabia?

O georreferenciamento é muito importante para evitar problemas no que diz respeito ao precesso de negociação do imóvel.

georreferenciamento de imóveis rurais

Para estar em conformidade com as obrigações legais, o proprietário de imóveis rurais deve realizar o georreferenciamento de sua propriedade junto ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra)/Foto: Max Böttinger/Unsplash

Georreferenciamento de imóveis rurais com drone

Quanto aos imóveis rurais, o georreferenciamento com drone realiza o aerolevantamento topográfico da propriedade, que abrange fatores como limites conflitantes, demarcação de áreas, cobertura vegetal, hidrografia, construções e estradas – apenas para citar alguns dos principais.

Sabia que, para estar em conformidade com as obrigações legais, o proprietário de imóveis rurais deve realizar o georreferenciamento de sua propriedade junto ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra)? Esta determinação consta entre as diretrizes da Lei 10.267/2001.

O objetivo de criação desta lei teve como foco a padronização da identificação de propriedades rurais, uma espécie de método de validação das coordenadas geográficas por meio de imagens e mapas.

Por que georreferenciar?

E se eu deixar de fazer o georreferenciamento em minha propriedade rural, o que acontece? Quando deixa de fazer o georreferenciamento, o proprietário fica impedido de realizar qualquer procedimento de desmembramento, remembramento ou parcelamento da área até que a regularize junto ao Incra.

Além disso, muitos compradores nacionais e estrangeiros fazem questão de adquirir, somente, propriedades devidamente georreferenciadas, o que confere mais segurança em relação as transações fundiárias. Ao mesmo tempo, alguns bancos já tornaram obrigatória a certificação do imóvel pelo Incra para autorizar financiamentos.

produtos cartográficos com uso de drone

Ortopixel desenvolve produtos cartográficos com uso de drone na mineração/Foto: Ortopixel

5 exigências para o georreferenciamento de imóveis rurais com drones

  • Aquele que optar pelo uso aerofotogrametria para realização do georreferenciamento terá que emitir uma Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) específica;
  • É preciso também que o controlador do drone seja devidamente habilitado pelo Ministério da Defesa e possuir homologação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac);
  • O georreferenciamento com drone pode ser realizado em pontos do tipo P e V somente, ou seja, quando as feições definidoras dos limites forem foto identificáveis. Em áreas com vegetação alta não é possível fazer a medição dessa forma, sendo necessário utilizar equipamentos de topografia convencional;
  • A Norma de Execução 02, de 19 de fevereiro, estabelece também a Ground Sample Distance (GSD, sigla em inglês para Distância de Amostra do Solo, usada para representar a precisão) deverá ser compatível com a feição a ser identificada. A GSD é a representação do pixel da imagem em unidades de terreno, geralmente representada em centímetros;
  • Seguindo ainda a norma, devem ser respeitados o tipo de limite e as exigências definidas no item 7.2 do Manual Técnico de Posicionamento do Incra, sendo artificiais (melhor ou igual a 50 centímetros), naturais (melhor ou igual a 3 metros) e inacessíveis (melhor ou igual a 7,5 metros).

Saiba mais sobre as mudanças do georreferenciamento de imóveis rurais com drones

O georreferenciamento é obrigatório para quantos hectares?

Segundo as últimas alterações na lei, os proprietários de terras que possuam área de 25 a 100 hectares deverão realizar o georreferenciamento até o ano de 2023.

Os proprietários com área menor que 25 hectares, têm até 2025 para se regularizarem junto ao Incra. Por fim, imóveis com área maior que 100 hectares, já deviam estar devidamente regularizados desde 2018.

Gostou deste artigo? Esperamos que você tenha adquirido mais conhecimento sobre georreferenciamento com drone. Caso tenha interesse em contratar esse tipo de serviço para o seu projeto, entre em contato agora mesmo com os especialistas da Ortopixel:

(71) 3351.1964/99297.8714

[email protected]

Outros posts