Como os drones auxiliam no monitoramento de desastres ambientais

18 de fevereiro de 2022 | Meio Ambiente

Você sabia que é possível realizar o monitoramento de desastres ambientais com drones? Ao longo da história sempre tivemos notícias sobre deslizamentos de terra, enchentes, terremotos, vulcanismos, vazamentos, entre outras tragédias.

Provocados por fatores como fenômenos naturais, influência da ação humana – e mesmo pela combinação destas duas causas – esses desastres ambientais podem ser provocados por intempéries relacionadas à emergência climática pela qual o mundo atravessa nas últimas décadas, bem como por falhas operacionais em indústrias que trabalham com substâncias tóxicas e/ou poluentes ou negligência, apenas para citar alguns exemplos.

Mapeamento com drones em grandes áreas: o guia completo

Tamanhos eventos costumam provocar uma série de impactos econômicos, ambientais e sociais tanto onde eles ocorrem, quanto nas regiões de seu entorno. A boa notícia é que, especialmente nos últimos anos, a forma de monitorar os desastres ambientais ganhou um aliado eficiente e inovador: o drone.

É isso mesmo. Hoje em dia, os drones têm sido muito importantes para o monitoramento de desastres ambientais em diversas regiões do mundo. Independentemente de essas tragédias terem causas antrópicas, naturais ou mistas, fato é que esse tipo de Vant (Veículo Aéreo Não Tripulado) tem sido fundamental em atividades como estudo prévio de área, resgates e reconstruções.

Benefícios do monitoramento de desastres ambientais com drones

Quando o assunto são desastres ambientais, sobram motivos para investir em um monitoramento realizado por drones. Alguns dos principais benefícios são:

  • Facilidade de acesso a áreas de difícil acesso e muitas vezes impróprias à presença humana (regiões com risco de desmoronamento, barragens, minas, etc.);
  • Mais segurança para as equipes de trabalho, uma vez que o drone é operado remotamente;
  • Captação de imagens (vídeos e fotos) com alto grau de detalhamento;
  • Melhor custo-benefício em comparação com os monitoramentos tradicionais;

Relatórios extremamente precisos para auxiliar na tomada de decisões.

utilização de drones para acesso remoto

Possibilidade de acesso remoto: uma das principais vantagens da utilização de drones/Foto: Ian Baldwin/Unsplash

Aplicações do monitoramento de desastres ambientais com drones

E quais são as aplicações do monitoramento de desastres ambientais com drones? De acordo com o mestre em Geociências pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Paulo Rodrigo Simões, esses Vants auxiliam em avaliações sobre a magnitude das tragédias, mapeamento de áreas de risco e identificação de focos de incêndio, como os que temos observado com frequência no Brasil, sobretudo na Amazônia e no Pantanal.

Além disso, o especialista também observa que o monitoramento de desastres ambientais com drones é extremamente útil no que diz respeito à localização de vítimas, transporte de suprimentos para ajuda humanitária, iniciativas preventivas em grandes estruturas (plataformas de petróleo, linhas de transmissão, barragens, entre outras) e medição dos níveis de água depois de inundações.

Topografia com drone: principais aplicações no meio ambiente

Desastres ambientais: exemplos de monitoramento com drones

A esta altura deste artigo, você já deve estar se perguntando sobre possíveis casos práticos quanto ao uso de drones para o monitoramento de desastres ambientais. Há inúmeros exemplos emblemáticos em diversas partes do mundo, mas vamos relembrar por agora dois acontecimentos específicos.

moradores de Panga no Nepal

Moradores de Panga, no Nepal, observam os mapas produzidos com o uso de drones/Foto: Patrick Meier/UAViators

Terremoto no Nepal (2015): um terremoto de grandes proporções (7,8 na Escala Richter) atingiu o Nepal em 2015, deixando um verdadeiro e implacável rastro de destruição – mais de 1.800 mortos e 5.000 feridos no país asiático.

Na ocasião, o mapeamento das áreas atingidas foi executado por drones operados pela organização internacional humanitária UAViators em parceria com uma ONG inglesa.

À época, em questão de minutos, os drones conseguiram acessar áreas em que seriam necessárias horas de deslocamento via terrestre. Além disso, as regiões atingidas puderam ser mapeadas e pessoas desaparecidas foram localizadas.

Rompimento da barragem da Samarco em Mariana (MG): aqui no Brasil, outro desastre de grandes proporções foi provocado, também em 2015, pelo rompimento da barragem de rejeitos da mineradora Samarco, no distrito de Bento Rodrigues, em Mariana (MG).

Aquele que foi considerado o maior desastre ambiental da história do Brasil – 19 mortos e milhares de moradores afetados – teve o monitoramento diário de drones nas barragens remanescentes. No próprio local da tragédia, esses Vants foram capazes de identificar uma trinca de três metros em uma segunda estrutura.

Mesmo em meio ao volume excessivo de lama, os drones tiveram papel de destaque nas ações de resgate e busca, possibilitando que as equipes de socorristas pudessem ter um panorama mais detalhado do que ocorrera na cidade mineira.

Por que o Ortomosaico Georreferenciado é fundamental em grandes áreas

Principais produtos gerados pelos drones

A utilização das aplicações em geotecnologias é muito importante para o monitoramento de desastres ambientais. Graças aos drones e as suas tecnologias embarcadas, como sensores de última geração, o desenvolvimento e a obtenção de informações relevantes sobre as áreas afetadas atingem níveis de excelência capazes de superar as expectativas mais exigentes.

Alguns dos produtos gerados pelos drones e Sistemas de Informação Geográfica (SIG) nesse campo de atuação:

  • Mosaico de Ortofotos (Ortomosaico Georreferenciado);
  • Modelos 2D e 3D Texturizado;
  • Curvas de Nível;
  • Modelo Digital de Terreno (MDT);
  • Modelo Digital de Superfície (MDS).

Saiba mais

Tecnologias importantes para o monitoramento de desastres ambientais

Algumas tecnologias conferem uma importante contribuição para o monitoramento de desastres ambientais. As câmeras térmicas, por exemplo, são responsáveis pela medição de temperatura (atribuem um valor a cada pixel), e podem ser empregadas em inúmeros tipos de projetos ambientais.

Os Sistemas de Informação Geográfica (SIG/GIS), por sua vez, são eficazes para o diagnóstico e também na geração de prognósticos referentes aos desastres ambientais, podendo ser implementado em todas as etapas de avaliação dos impactos.

Gostou deste artigo? Esperamos que este conteúdo tenha contribuído para você aprender mais sobre o monitoramento de desastres ambientais com drones.

Caso tenha interesse nesse tipo de serviço, entre em contato com o time de especialistas da Ortopixel. Temos as melhores soluções para as necessidades da sua organização:

(71) 3351-1964/99297-8714
[email protected]

Outros posts

Importância da batimetria e agrimensura na topografia com drone

Importância da batimetria e agrimensura na topografia com drone

Partindo do pressuposto de que a topografia é repleta de vantagens e permite análises e planejamentos cada vez mais estratégicos e precisos, através de levantamentos bem detalhados, é possível trazer ao centro do debate dois fenômenos valiosos - batimetria e...

Vantagens da topografia com drone

Vantagens da topografia com drone

A topografia com drone chegou ao mercado tecnológico anunciando inúmeras oportunidades para as empresas. As vantagens para empresas que utilizam a topografia com drone permitem análises e planejamentos cada vez mais precisos, através de levantamentos bem detalhados....