Drones e BIM: como eles auxiliam na inspeção predial?

23 de fevereiro de 2021 | BIM, Construção Civil, Inspeção

Um dos setores mais relevantes da economia, a construção civil é um segmento de processos complexos, no qual cada etapa de um projeto tem uma importância considerável para o resultado final. Nesse sentido, você já ouviu falar no potencial da utilização de drones, somada à tecnologia BIM (Building Information Modeling), com o objetivo de auxiliar a inspeção predial?

Recentemente, mostramos aqui no blog da Ortopixel o que é BIM, como os drones são inseridos nessa tecnologia e de que forma essa união pode revolucionar o mercado da construção civil.

De modo resumido, a integração dos drones e plataformas BIM no setor da construção civil possibilita o compartilhamento em tempo real de uma série de fotos e filmes aéreos de alta definição. Além disso, contribui para o monitoramento das atividades do canteiro de obras sem que haja a necessidade de estar fisicamente presente no local do empreendimento, o que significa mais segurança e economia.

Entre as principais aplicações dos drones em relação a tecnologia BIM podemos destacar: Manutenção de prédios; Acompanhamento das etapas de construção; Análise de eficiência térmica; e Monitoramento de segurança. É importante observar que as imagens de alta qualidade produzidas pelos drones podem ser processadas em nuvens de pontos extremamente precisas e compatíveis com os softwares BIM.

Drones e BIM na inspeção predial

Quando falamos em inspeção predial, é necessário lembrar que, até pouco tempo atrás, a averiguação das estruturas de um edifício era feita, basicamente, por meio do olho humano, o que resultava em determinadas limitações espaciais de acesso dos técnicos responsáveis ao local, sobretudo em estruturas mais difíceis como prédios de muitos pavimentos, barragens e torres.

Hoje em dia, com o advento dos drones e dos softwares BIM, é possível suprimir a necessidade de operadores especializados e equipamentos de elevação, fator que maximiza a segurança dos trabalhadores envolvidos, além de gerar uma maior economia financeira. Esse casamento no campo da inovação ainda facilita o processo de modelagem 3D, além de eliminar a necessidade de plantas baixas e de sensores de escaneamento caros.

Modelo tridimensional de nuvens de pontos que é gerado através da varredura de imagens de uma edificação é inserido em software BIM

Modelo tridimensional de nuvens de pontos que é gerado através da varredura de imagens de uma edificação é inserido em software BIM

Diante do conceito BIM, onde é possível integrar e aplicar tecnologias voltadas para todo o ciclo de vida de uma edificação, desde o seu projeto inicial até as futuras reformas, ampliações e restauros, foi possível aliar o drone enquanto ferramenta importante na aplicação de tecnologias de inspeção predial.

O modelo tridimensional de nuvens de pontos que é gerado através da varredura de imagens de uma edificação é inserido em software BIM, servindo como base para a modelagem dos elementos existentes para a sua compreensão e posterior realização de planejamento de intervenções.

Você sabia?

A norma técnica ABNT NBR 5674/2012, que se refere à manutenção de edificações, determina que as inspeções de fachadas devem ser realizadas de três em três anos. Um dos objetivos é evitar a ocorrência de infiltrações, rachaduras, fissuras e manchas, fatores que em longo prazo podem comprometer a segurança do prédio, além de desvalorizar o imóvel. Nesse sentido, a inspeção com drone consegue fazer, em poucas horas (e com maior precisão), o que um alpinista profissional levaria dias. Além, é claro, da questão da segurança ocupacional.

Benefícios da utilização de drones e BIM na inspeção predial

Além dos benefícios que já listamos aqui neste artigo, a utilização de drones e BIM na inspeção predial ainda geral as seguintes vantagens:

  • Depois da conclusão do projeto, possibilita a inspeção predial em busca de problemas como desprendimento do reboco, infiltrações e trincas;
  • Com as câmeras térmicas dos drones fica viável estudar o isolamento térmico, bem como as áreas com maior incidência de luz solar e a eficiência energética do edifício, algo essencial para a sustentabilidade;
  • As imagens em alta resolução podem ser utilizadas para a criação de um histórico da fachada do prédio, para fins de acompanhamento do desgaste da estrutura;
  • Custo reduzido;
  • Agilidade com que o procedimento é realizado. A depender do tamanho do prédio e das condições de sua estrutura, a inspeção de fachadas com drones pode ser realizada em um único dia.

Uma vez realizado o mapeamento completo da fachada, é necessário que o engenheiro contratado pela administração do prédio (profissional com registro no Crea) elabore um laudo técnico.

Gostou deste artigo? Entre em contato conosco agora mesmo. Teremos satisfação em conversar com você e apresentar nossas soluções para o seu negócio:

[email protected]

(71) 3351.1964/99297.8714


Leia também:

O que é BIM e como os drones são inseridos nessa tecnologia 

Saiba quais são os principais benefícios do BIM na Infraestrutura

Drones e BIM: como a tecnologia pode revolucionar a construção civil

Inspeção com drone: Possibilidades e soluções

Saiba as vantagens do uso de drone na construção civil

Outros posts